segunda-feira, 21 de agosto de 2017

A poesia pousa onde quer, ou, durma-se com um barulho desses...

Eu com Marconi Araújo, Tatiana, Sander Lee e José Dantas

Selfie de Sander Lee com o pessoal da biblioteca volante do Sesc

O poeta, esse ente tão demente, anda por aí procurando leitores/ouvintes, alguns colhendo frustrações rendosas de bons/razoáveis/péssimos poemetos, sentenças de liberdade, caduquicidade ou até elementos linguísticos teratogênicos, isto é, aberrações que justificam a fé na imaginação. Andei curiando o ambiente literário poético visível no último dia do Agosto das Letras, projeto da Fundação Espaço Cultural, neste domingo, 20 de agosto. Curiando com compadres feito José Dantas, de Pombal, sertanejo que me explicou o significado desse “curiar”: espiar, observar. É como se fala na sua quebrada. Por quase imposição da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, da qual sou membro, levei uns folhetos pra feira de cordel, conheci novos e velhos cordelistas, cabras bons de usar a imaginação simbólica para explicar ciência, feito J. Lima, outros que até reinventam o cordel, alguns useiros e vezeiros na mídia eletrônica, sujeitos que se libertaram da plataforma de papel nas redes sociais e nos canais da cibercultura, enfim, a literatura de cordel tentando se globalizar e vencer os preconceitos.

Fora da tribo dos poetas de cordel, gostei do debate com o poeta Sérgio de Castro Pinto. O professor Pinto levou um bate-papo mediado por Lau Siqueira e Jamarri Nogueira, ele que foi o homenageado deste ano no Agosto das Letras. Sérgio é uma figura! Da parede do sanitário do Espaço Cultural, anotei uma frase: “Pela volta dos ideais perigosos!” Na palestra, Sérgio de Castro Pinto falou sobre um poema seu que foi censurado pela ditadura dos generais na década de setenta. Em dado momento de leve fúria cívica, o poeta bradou: “Este Brasil vai muito mal, com essa gang que nos governa!” Aproveitou para mexer com as raízes de antigos mitos. Modernidade? O que é isso? Só porque você anda disputando mercado com neo-modernos faz de você um modernista? Sérgio vai na jugular de mitos: “Quem falou que Raul Bopp e Menotti Del Picchia são modernistas, só porque participaram da Semana de 22?”

Poesia provoca uma revolução silenciosa dentro do leitor, acredita Sérgio de Castro Pinto. A poesia deveria ser alimentação básica das crianças. “Poesia é infância amadurecida”. Na dinâmica máquina do capitalismo alienante, poesia quase não entra no cardápio. “Minha poesia é contemporânea”, ouvi de um jovem poeta presente. Achei graça na sua certeza de estar realizando uma revolução estética pessoal. Mais um antinaturalista, igual à mocinha de outro debate ao lado, sobre histórias em quadrinho, confessando que ficou nua em uma bienal de artes “pra chocar”.

Gritos constrangedores de um palhaço que animava um bando de crianças ao lado do auditório onde Sérgio de Castro Pinto tentava se fazer entender. Poesia difusa. Algum ser iluminado pensou em como seria, digamos, “moderno” organizar um debate sobre literatura ao lado de um show de palhaços. Aproveitei e fui visitar o caminhão da biblioteca volante do Sesc, onde deixei alguns dos meus livrinhos. Nenhum visitante nos dois caminhões de livros. O único livreiro presente no evento lastimava a falta de público. Os cordelistas venderam poucos folhetos e partiram para suas quebradas meio que conscientes de que sua arte ainda é muito mal vista pelos “modernistas” e pretensos donos do imaginário brasileiro. Mas, ainda dispostos a resistir, se transformar, nascer de novo sempre.


Da esquerda para a direita, J. Lima, Marconi Araújo, Sander Lee, uma rara compradora de cordel, Marco Di Aurélio e o locutor que vos fala



domingo, 20 de agosto de 2017

POEMA DO DOMINGO

Haikay mozarteano

 

Morrer é preciso

sem dispensar

um eterno riso

 

A esmo

o palhaço onanista

goza de si mesmo.


 

sábado, 19 de agosto de 2017

MULTIMISTURA abre os microfones para a zoeira semanal


BLOCO 1

Fluxo menstrual do trânsito de João Pessoa entrou em colapso -


BLOCO 2

PMDB faz operação limpeza e retira o P do nome para evitar o fluxo de rejeição, porque o P do PMDB é o P de propina! Senador Maranhão também cogita em mudar de nome.

Aguinaldinho Veloso é o chefe da foice de Michel Temer que vai cortar as cabeças dos infiéis na Paraíba.

Lula vai sofrer retaliação de Luciano Cartaxo. O prefeito promete mandar Lula para o Trauminha, se ele inventar de passar mal em João Pessoa.


BLOCO 3

ENQUETE - Quem se junta com quem em 2018 na Paraíba? Ricardo se junta com Maranhão para derrotar Cartaxo e Cássio - Maranhão se junta com Cássio para derrotar Ricardo -- Cássio se junta a Ricardo para derrotar Maranhão e Cartaxo -- Cartaxo se junta a Ricardo para derrotar Cássio e Maranhão. – Todos se juntam pra botar no fole da mundiça.

OPERAÇÃO TUBARÃO pega piabas em Santa Rita.



BLOCO 4

Portugal vendeu o Brasil a Fernando de Noronha e não entregou a mercadoria –
Cultura paraibana em debate mais ou menos sério





domingo, 13 de agosto de 2017

POEMA DO DOMINGO


Céu de cimento
um arco-íris
em tom cinzento

***

Minha sombra de poeta
seja na minha pessoa
a única coisa concreta

***

Denso e acre
o silêncio de Deus
após um massacre.

***

Pintei minha aquarela
em amarelo aflito
da cor de um surdo grito.

***

Com o sol nos dentes
apagou as estrelas
e matou seus parentes.

***

Ao fim e ao cabo
perdi o elo com o sagrado
matei Deus e capei o Diabo.

***

Cartão de visita:
poeta - encanador
pintor - hermafrodita.

***

Som dissonante
organizando o silêncio
asfixiante.

F. Mozart 



domingo, 6 de agosto de 2017

POEMA DO DOMINGO


Quando a noite avança
o novo abraça o velho
em contradança.

***

Cabeça nua e infinita
O poeta toca jazz
Pra o troglodita.

***

Muito em breve
mas não tão breve assim
meu coração fará greve
e falarão bem de mim.

***

As flores morrem
o jardineiro
faz cara de paisagem

***

Não existe exploração
nem laudo acusatório
é tudo suposição
ou tudo supositório.

***

Lucidez doente
a coragem esfriou
na chapa quente.

***

No grupo das vaquinhas
ninguém lê o jornal
nas entrelinhas.

***

Inocente e imortal,
minha alma jaz em coma
angelical.

***

Marcial aborto
se deita no chão
e finge de morto.

***

Meu sexto sentido
meretriza nas janelas
suspeito gemido.

***

Foda-se ou faça sol
o conservador conserva
sempre aceso seu farol.

***

Foi mal.
No concurso de poetas
pediram-me exame
de sanidade mental.


F. Mozart

sábado, 5 de agosto de 2017

"Toada de terreiro" está na play list da Rádio Nacional de Angola

Fábio Mozart e Orlando Otávio

“Toada de terreiro”, de Fábio Mozart e Orlando Otávio, toca na Rádio Nacional de Angola, África, e na Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, de João Pessoa. A toada está no CD “Music From Paraíba”, volume 3, com 4 CDs. Estamos no CD 01 – World – faixa 11. 

Fábio Mozart é radialista comunitário, tendo fundado as emissoras Araçá, de Mari, Zumbi dos Palmares de João Pessoa e Mogeiro FM, de Mogeiro. É autor do livro "Democracia no ar", que conta episódios da repressão às rádios livres e comunitárias na Paraíba, nos anos 90. 

A música fala das tradições culturais nordestinas, com ênfase na sua terra natal, Itabaiana, berço do grande maestro Sivuca, primo de Orlando Otávio, autor da melodia. 

Ouça a toada aqui: 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

MULTIMISTURA REPERCUTE A ASSEMBLEIA DOS RATOS EM BRASÍLIA

BLOCO 1
Meire Lima abre o bloco – Temer abre o bazar do Jaburu e faz promoção para compra de deputados – Multimisturado tatua nome do seu líder na bunda – Paraibano finge ser deputado e ganha toco de Temer – Multimistura abre CPI do fio terra -  

BLOCO 2
Começou novo caqueado no MULTIMISTURA – Nota de Retratação: Pedimos desculpas à mãe do rapaz que foi preso com drogas e armas – “Homossexualismo é um dom de Deus”, disse o Bispo da Igreja Apostólica Coca-Cola de Sodoma – Saúde pública: não prenda seu peido porque pode dar merda, ou seja, divertículo no intestino grosso -

Vaca Preciosa protesta contra ações terroristas

BLOCO 3
MULTIMISTURA faz homenagem a Moacir Santos – Cássio Cunha Lima é reconhecido como um dos mais influentes políticos do Brasil e recebe o Troféu Mutreta – Ministro do TSE defende criação do Auxílio Araponga – Jiboia paraibana engole o Fiat Uno de Marcos Veloso – Cássio Cunha Lima manda fazer exame de DNA para provar que jornalista chupou seu ovo -

BLOCO 4

Temer compra votos no Mercado Livre – Fluidos vaginais combatem câncer e outras doenças -