sexta-feira, 30 de setembro de 2016

MULTIMISTURA DEBATE SOBRE A FALSA DEMOCRACIA E OUTROS FINGIMENTOS



--- Candidatos declaram que são pobres na forma da lei e têm aumento patrimonial de 2.000%. 

--- Eleitor que vende voto deveria se tornar ficha suja?

--- Juiz manda tirar nome de Costa e Silva de ponte em Brasília. “Esse general foi responsável pela pior fase do país”, disse o magistrado.

--- Revista Veja publicou 800 capas com a foto de Lula para destruir a reputação do sapo barbudo. “Um pé de página já resolve pra esculhambar um cabra do Multimistura”, disse Mister D.

--- Eduardo Cunha é comparado com uma rapariga do século 18 que ficou famosa na corte inglesa.

Gravação do bloco aqui:


quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Longa vida ao mestre Arnaud



Dizem que velho só conta o que foi, mas o passado é o que interessa, mesmo porque não existe futuro. Na sua casa escura onde mora, meu pai, cego de glaucoma, gosta de esvoaçar nas paredes da memória. Conta casos e cumpre seu destino de sobrevivente de quase nove décadas, fiando seus pesadelos e costurando suas pequenas alegrias, sendo uma delas ser ouvido pelo filho “moleque”. No dia do seu aniversário, ele me pediu um presente: o disco de Luiz Gonzaga onde o velho sanfoneiro toca e canta “Acácia amarela” em homenagem à Maçonaria. Mestre maçom, meu pai é veterano dessa entidade, jubilado que foi há uns dois anos.

Levei o disco de Luiz Gonzaga que ele ouviu com prazer. Essas pequeninas oferendas tem a faculdade de interferir no mundo mental dos velhos, tipo ter algum momento de conversa para quem passa o dia inteiro dentro de casa, ouvindo rádio e ansiando por um diálogo ao vivo.

Meu pai demonstra sempre um certo paternalismo irritante. Acho que todo pai é assim. Para ele, os seus filhos são o ó do borogodó. Ele precisa de atenções especiais e tem os filhos. Amanhã, talvez eu me queixe de que um dos meus bruguelos saiu pra tomar algumas providências na vida e não foi mais visto. Pelo menos por mim.

Eu sempre apareço para o meu pai com o caderninho de notas na mão que eu sei que vai sair historinha pra registrar. Hoje ele me falou do seu padrinho, Zé Arcoverde, proprietário de um parque de diversões em Itabaiana de Sivuca. Na véspera de Natal, minha vó Joaninha deu a pai uma gasosa para ele presentear o padrasto. Zé Arcoverde agradeceu o regalo e ofereceu uma corrida na canoa pela metade do preço. “Pra compensar a gasosa”, explicou o mercenário Arcoverde, que por sinal era comunista e ateu, explorador sem culpa da tradição natalina. (Pra quem não sabe, gasosa era um refrigerante à base de soda).

Meu avô Severino Benedito gostava de estremecer os alicerces da Terra com dinamites. Era ferroviário cabo de turma da conserva, pioneiro na abertura da estrada de ferro que cortava a Paraíba. Meu tio Luiz Gonzaga Costa foi ferroviário torneiro mecânico em Jaboatão, Pernambuco. Eu fui telegrafista da mesma Rede Ferroviária Federal, mas o pai foi gráfico. Trabalhou em oficinas gráficas por mais de 40 anos. Lá aprendeu a ler, escrever e montar jornais. Adoeceu com a tinta tóxica, quase morreu. Foi para o Recife na década de 50 para trabalhar nas tipografias. Lá encontrou um antigo companheiro de Timbaúba, ex-gráfico. Luquinha, era esse o nome do cara, havia mudado de profissão. Exercia com insolência e presunção o cargo de investigador de polícia. Em nome da antiga amizade, aconselhou:

--- Arnaud, quando você for preso aqui no Recife, diga que me conhece. Em vez de levar doze bolos nas mãos, só leva seis. 

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

MULTIMISTURA - BLOCO 3


--- Em quem votam os caras do Multimistura?

--- Mister D denuncia: tem mais de 350 candidatos fantasmas em João Pessoas.

--- Eleitora pede um marido em troca de voto. Candidato promete botar Coca-cola encanada nas casas dos eleitores. É só abrir a torneira que sai Coca-cola geladinha.

--- Segurança nacional e Estado policialesco. Desmilitarização da polícia, já!

Se liga no bate papo da Zumbi:



terça-feira, 27 de setembro de 2016

MULTIMISTURA exala mal cheiro



ODORES DA ELEIÇÃO

Em Itabaiana, a disputa é entre a turma do bode cheiroso e a galera do perfume francês

Confira se tiver estômago:



FAUSTÃO DETONA MICHEL TEMER E COMEÇA O GOLPE DENTRO DO GOLPE


--- Vereadores da cidade de Mari aproveitam a confusão e enchem o parreco e outras notícias radicais de gosto duvidoso e procedência idem no Multimistura, um debate que é o ó do borogodó da rádio Mambembe, vulgo Rádio Web Zumbi dos Palmares.

--- Nota de falecimento prévio: Jacinto Moreno vai morrer e pede aos amigos que assistam sua morte no dia 1º de outubro, véspera da eleição. Vai ser transmitido pela televisão Tambaú.

--- Multimistura faz uma homenagem aos 85 anos do glorioso e Botafogo da Paraíba

Escute a gravação deste bloco do Multimistura na RadioTube:




domingo, 25 de setembro de 2016

POEMA DO DOMINGO

Escultura: La feliz ceguera (S. Bustamante)


Ensaio sobre minha cegueira

Precisei ensaiar minha cegueira
Para poder enxergar melhor
Precisei ensaiar minha cegueira
Para poder cantar a vida melhor
Precisei ficar cego
Para compreender a cegueira do outro
Precisei estar cego
Para ver minha própria cegueira
Minha cegueira é minha condição de visão
É quase gagueira
No parlamento imundo
Minha cegueira é minha condição de estar no mundo
É poder enxergar os limites do outro
Estou cego
nada sinto
E ao mesmo tempo compreendo a visão
E sei porque minto
Estou cego e corro
E todos que enxergam
param
Doentes de poliomielite
Estou cego
E tantos que enxergam
Vêem só o pensamento da elite
Minha cegueira é como um parto
Ante o aborto das minhas convicções
Soterradas num pacto
Estou
cego
surdo
mundo
E a toda hora mudo o canal
para nada ver além do ego


Lauro Pires Xavier Neto

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

O PAPO É SOBRE DUAS RODAS



A Rádio Zumbi tira a maior onda com todo mundo, sem se importar com o “politicamente correto” no programa Multimistura.
--- Vereador Bira é atropelado pela bicicleta organizada.

Gravação do bloco do Multimistura aqui:
http://www.radiotube.org.br/audio-4745qPhgZejEx